Existe uma linha da umbanda com mais força do que outras?

Acontece nos melhores terreiros: se deixar, só existiriam giras de esquerda.

É a hora mais cheia de assistidos, é a que os médiuns mais querem que aconteça, e você pode se perguntar: será que Exu tem mais poder que outros guias??

Eu devolvo com outra pergunta: será que alguma linha de guias é mais “forte” que as demais?

Não existem linhas mais fortes no plano astral. Todas trazem em si a mesma semente de fé e vêm em terra pra trabalhar na prática do bem e da caridade.

Erê, preto velho, caboclo, cigano… Todos fazem todo e qualquer trabalho dentro de uma gira. Ou você não imaginava que um erê também faz desobsessão? Fazem sim, e com a mesma força que um caboclo ou um Exu fariam.

E você pode perguntar: então porque não fazemos apenas giras de um único guia, já que todos trabalham igual?

Por dois motivos. O primeiro é que ainda que façam de tudo, cada guia tem sua especialidade. Todo médico conhece o corpo humano por completo mas para cada operação você passa em um especialista. O mesmo com os guias, cada um tem uma área onde é especialista.

Assim, os ciganos vibram pela prosperidade, os erês pela alegria, os Exus pela limpeza espiritual, etc.

O segundo motivo para não ter giras sempre iguais é que ao chegarem os guias, eles trazem consigo seu axé, mesmo para quem está trabalhando e para quem está assistindo.

Assim é essencial que a energia se renove dentro do terreiro, para que haja a vibração necessária para que todos os guias possam trabalhar.

A gira, a casa, as pessoas, todos precisam dessa renovação de energia que só a mudança de guias entre as giras pode trazer.

 

Comentários

comentários

Cleber Quichimbí

Cleber Quichimbí

Cleber 39 anos, filho de Oxalá... Idealista e emotivo. Metódico. Estudioso. Qualquer brinquedo é motivo para ser montado e desmontado. Este é seu maior desafio na vida: entender como as coisas funcionam nos mínimos detalhes.

Você pode gostar...