A benção, Vovô! A benção, Vovó! Saravá!

Fio, se suncê precisá, é só pensar na Vovó, que ela vem te ajudar…

Cantar aos Pretos Velhos é como fazer uma oração que liga os nossos corações diretamente ao amor de Deus. É o amor puro, simples e desmedido que vem em terra junto com nossos velhinhos.

A chegada dos Pretos Velhos em terra é um momento de santidade.
Uma energia de paz e acalando toca a todos no ambiente, estamos diante dos emissários do Cordeiro, e em nome dele eles vêm trabalhar.

Os velhinhos em terra são a cavalaria de Cristo que, por amor e caridade, chegam pra limpar, curar e acalmar os nossos corações.

Os Pretos Velhos são o espelho da nossa alma.

Eles vêm encurvados pra nos lembrar da importância de nos erguermos diante dos desafios.
Eles “lembram” do cativeiro pra nos libertar das nossas escravidões auto-impostas.
Eles falam baixinho pra que nós possamos aprender a ouvir e pra que nunca mais deixemos de erguer a nossa voz contra a injustiça e a maldade.
Eles vêm cansados, pra que nunca nos falte força nem disposição.

Salve a força de nossos anciões, salve a força de nossa ancestralidade.

Salve Vovô, salve Vovó!
Saravá os Pretos Velhos!
Salve Pai Bento, Salve Pai Antonio, Salve Vó Sebastiana!

Adorei ás Almas!

Comentários

comentários

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *